QUEM SOMOS

 
 
Nossos Irmãos após a cerimonia de EREÇÃO CANONICA DA ORDEM TERCEIRA SECULAR DO CARMO DE SERGIPE. 
 
 
 
Os irmãos da Ordem Terceira do Carmo de Sergipe e D. Henrique Soares no Retiro S. João da Cruz - Padroeiro do Retiro, realizado na Chácara João XXIII em 2013.
 
 
 
 
 
A Venerável Ordem Terceira da Bem-Aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo de Sergipe é uma refundação da Ordem Terceira do Carmo de São Cristóvão fundada em 26 de dezembro de 1666, e existente na mesma cidade até 1970, quando morreu seu último irmão professo.

O primeiro sodalício da OTC em Portugal foi fundado em Lisboa em 1629.

No Brasil, o primeiro sodalício foi instalado em Salvador, no dia 19 de outubro de 1636 (reconhecida oficialmente pela autoridade eclesiástica em 21 de dezembro de 1695).

A OTC de São Cristóvão foi fundada em 26 de dezembro de 1666 (o primeiro convento carmelita a ser estabelecido na América, em 1583 foi o Convento do Carmo de Olinda. O convento de São Cristóvão foi fundado em 1600, na antiga ermida de Santo Antônio, doada pelos franciscanos aos carmelitas).

Se forem confirmados estes dados, o nosso Sodalício será o segundo da OTC no Brasil.

Esta refundação teve início em 2003, com a volta dos Frades Carmelitas para São Cristóvão, graças à atuação do provincial Frei Francisco de Sales de Alencar Batista(provincial), de Frei João Costa, Frei Rosivaldo Torres, Frei Sormani José e Frei Geraldo Bezerra.

Mas, acima de todos os frades da nossa Província, destacou-se a dedicação de FREI TITO FIGUEIROA, considerado por todos os membros do nosso Sodalício como ‘Pai Espiritual”, pela dedicação e empenho na nossa refundação, vindo, mesmo quando a saúde não lhe favorecia, nos dar formação e apoio nos dois primeiros anos da caminhada e continua, ainda hoje, a nos acompanhar de Recife, aconselhando-nos e estimulando-nos na “subida do Monte”.

O grupo original tinha aproximadamente 50 participantes e iniciou o processo formativo do postulantado em junho de 2006, sob a orientação de Frei Tito Figueiroa OCarm, com o acompanhamento dos frades de Aracaju, São Cristóvão e Carmópolis.

Frei Cidmário OCarm é o Comissário Provincial para o nosso Sodalício.

Em 11 de janeiro de 2009, os postulantes deram início ao ano de noviciado.

No dia 7 de janeiro de 2010, quatorze irmãos deste grupo inicial fizeram sua profissão simples no Convento do Carmo de São Cristóvão, nas mãos do Provincial Frei Francisco de Sales.

Atualmente a OTC de Sergipe, em 2013, é composta de 62 irmãos:

. 44 professos simples.

· 8 noviços.

· 10 postulantes 

A sede da nossa Ordem Terceira está na Igreja do Senhor Bom Jesus dos Passos ou igreja da Ordem Terceira do Carmo, construída entre os anos de 1739 a 1743, em São Cristóvão.

O processo de formação é realizado da seguinte maneira:

Em São Cristóvão:

· Todo terceiro sábado do mês – Missa (7h e 30min), café comunitário e formação dos postulantes, noviços e professos simples.

O conteúdo do processo formativo é o mesmo determinado pela Secretaria do Laicato para toda a Província Pernambucana.

Cada um dos membros é convidado a testemunhar, em sua própria Paróquia, na pastoral em que atua, o Carisma Carmelitano.

Em São Cristóvão, a OTC de Sergipe é responsável pelo acolhimento e assistência aos romeiros que acorrem à festa do Senhor do Passos, no segundo domingo da Quaresma, maior festa religiosa do Estado e uma das três maiores da região Nordeste.

A origem desta devoção está relatada no “Annuario Cristhovense”, de Serafim Sant’iago é citado por Thiago Fragata em seu blog (2008), descrevendo o momento da inusitada descoberta da imagem. Em seu manuscrito ele relata que, “um homem praiano (diziam elles) cujo nome não me lembro encontrou certo dia, rolando pela costa que fica ao sul da cidade, um grande caixão resultado talvez de algum naufrágio de alguma sumaca; elle cuidadosamente rolou-o para a terra, abrio-o e surprehendido ficou verificando a existência de uma perfeitíssima imagem de roca em tamanho natural. O homem de educação religiosa muito honesto, tomou uma canoa e nella acomodou o referido caixão, e com outros companheiros transportou para a velha cidade o feliz e milagroso achado. Foi esta sagrada imagem ali entregue aos frades carmelitas que collocaram em uma capelinha da Egreja – Ordem 3a. do Carmo, e depois de longos annos, mudada para o throno do Altar-mór da mesma Egreja. Como sabem, sempre foi no segundo domingo da quaresma, o dia aprasado para efetuar a tradicional Procissão dos Passos na antiga cidade.”

A imagem do Senhor dos Passos, entregue aos Irmãos Carmelitas, desde aquela data continua na igreja da OT do Carmo. Segundo relatos dos mais antigos moradores da cidade a igreja do Carmo foi vítima de um incêndio acidental provocado pelo excessivo número de velas depositadas pelos fiéis no seu interior, o incêndio provocou enormes perdas na estrutura da igreja e a imagem do Senhor encontrada no rio ficou com bolhas semelhantes à da pele de uma pessoa. Tal fato foi suficiente para despertar o aumento da devoção ao Senhor dos Passos.

Para fazer parte do Sodalício da OTC de Sergipe, além das condições básicas e comuns exigidas em todas os sodalícios da Província Carmelitana Pernambucana, são acrescentadas:

1. Participação obrigatória em uma das pastorais da própria Paróquia.

2. A escolha de um Diretor Espiritual, que será, junto com o Pároco, o indicador da condição para a entrada no Noviciado e para a Profissão.

Como ainda não tempos professos solenes para a organização do Conselho do Sodalício foi organizada uma comissão responsável pela coordenação da nossa OTC, composta pelos irmãos:

· Comissário para a OTC - Frei Cidmário
· Secretário – Ir José Araújo
· Tesoureira –Ir  Maria Augusta.
· Formadores dos professos - Frei Cidário e Ir Marco Antônio

. Formador dos noviços – Frei Ranieri
· Formador dos postulantes- Ir José Araújo